(64)98133-5202

NO AR

turismofmrioquente.com.br

www.turismofmrioquente.com.br

Brasil

Cachorro é encontrado 'enterrado vivo' dentro de buraco em mata de Catalão

Publicada em 10/07/19 as 10:57h por turismofmrioquente.com.br - 23 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: turismofmrioquente.com.br)

Segundo eletricista, animal estava apenas com a cabeça para fora, fraco e com várias fraturas. Ele levou o bicho para uma clínica veterinária e pede ajuda para arcar com tratamento.


Um cachorro foi encontrado "enterrado vivo" dentro de um buraco, em uma mata de Catalão, região sudeste de Goiás. Segundo o eletricista Hugo Galdino Vieira, de 26 anos, um primo e uma tia localizaram o bicho chorando e apenas com a cabeça para fora da cova. Ele foi socorrido com vários ferimentos e levado para um hospital veterinário da cidade.

Hugo, que acolheu o animal e o batizou de Vitório, explica que na manhã de quarta-feira (9) sua tia ouviu barulho de um animal chorando na porta de sua casa. Ela saiu, mas não viu nada. Entrou e voltou a ouviu o barulho. Ao sair novamente, acabou achando o animal.

"Ela viu duas pessoas na mata perto da casa dela. Então ela e meu primo foram lá e ajudaram a desenterrá-lo. Ele estava quase morto, piscando os olhos bem fracos. Então ela me chamou, pegamos ele e levamos para a clínica", disse ao G1.

Hugo foi quem acolheu o animal. A situação do animal chocou o eletricista, que não consegue entender porque o animal teria sido enterrado daquela forma.

"É muito revoltante as pessoas fazerem isso, não tem coração. Um animal indefeso. Deveriam ter ajudado ele", desabafa.


Ajuda com tratamento

O animal foi levado a uma clínica. Segundo Hugo, ele teve fraturas, está internado e precisa, inclusive, passar por uma cirurgia. Porém, ele afirmou que não consegue arcar com os custos do tratamento, cerca de R$ 3 mil, e pede ajuda.

"Ele precisa ser operado, colocar pinos. Além disso tem os custos com exames, medicamentos e as diárias de internação. Não temos condições de arcar com tudo", afirma.

Após o caso vir à tona, ele já conseguiu algumas doações de empresas e pessoas, que somam pouco mais de R$ 700, além de alguns contatos que também prometeram ajudar.

O titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), delegado Luziano de Carvalho, disse ao G1 que o caso, em tese, configura crime de maus-tratos. Ele afirmou que a situação deve ser investigada pela polícia de Catalão.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Image and video hosting by TinyPic" target="_blank"> Banner Lateral 02
Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Instagram
 Youtube
 Facebook
 Twitter







.

LIGUE E PARTICIPE 64 3452-1003 OU MANDE TEU RECADO PELO NOSSO WHATTSAPP 64 981335302 !!!

64 34521003

Visitas: 2010
Usuários Online: 9
Copyright (c) 2019 - turismofmrioquente.com.br